Bipolaridade: saiba como identificar os sinais desse transtorno SalutemPlus

Bipolaridade: saiba como identificar os sinais desse transtorno

Data de publicação: 26/06/2018 11:05:00
Categoria: Doenças

Variações de humor fazem parte da vida. O sentimento de tristeza e o de euforia integram nosso cotidiano, e não são suficientes para caracterizar o transtorno bipolar – uma doença mental marcada pelas variações extremas de humor, que interferem diretamente no bem estar e podem trazer graves consequências.

Aqueles que sofrem de transtorno bipolar podem se sentir eufóricos e logo em seguida entrar em períodos depressivos, ou até passar pelos dois sentimentos ao mesmo tempo. No Brasil, estima-se que a doença afete mais de quatro milhões de pessoas, enquanto os números nos Estados Unidos, em 2005, chegavam a mais de cinco milhões. 

O transtorno bipolar é uma doença que está relacionada à genética e aos fatores ambientais. Pesquisas indicam que filhos de pais que têm a doença apresentam risco de 33% de desenvolvê-la. Além disso, sexo, etnia, condições de nascimento e fatores sociais podem influenciar diretamente na manifestação do transtorno.












Quais são os sinais de alerta do transtorno bipolar?
Os sintomas do transtorno bipolar são diversos e não são idênticos em todos os casos. Além disso, os sinais podem ser causados por outras condições médicas, o que torna ainda mais importante a avaliação de um profissional da saúde.

Quando em estado de euforia, os pacientes bipolares podem se sentir extremamente felizes por longos períodos e sentem menos necessidade de dormir. Além disso, eles podem sentir-se inquietos ou impulsivos, falar com rapidez, e demonstrar excesso de confiança em suas habilidades.

Nesse momento, os riscos que os envolvem são as tomadas de decisões por impulso, apostando dinheiro, praticando atividades de risco e até mesmo tendo relações sexuais impensadas. 

Em momentos de depressão, surge a tristeza e o desinteresse em atividades normais. Podem acontecer mudanças de apetite, cansaço, falta de energia e isolamento social. A memória e a capacidade de concentração também são prejudicadas, e podem surgir pensamentos suicidas. 

Como é tratado o transtorno bipolar?
Ainda que seja uma condição médica de diagnóstico difícil, o transtorno bipolar tem tratamento. Alguns exemplos são a terapia comportamental e o uso de medicamentos.

Se você acha que tem sintomas de transtorno bipolar, ou conhece alguém que pode estar sofrendo com a doença, procure um médico para receber um diagnóstico e um tratamento adequado.

Lutando contra o suicídio
Se você pensa em se machucar, ou conhece alguém nessa situação, busque ajuda! Ligue para o Centro de Valorização da Vida – CVV, no número 141, ou procure auxílio médico. Caso alguém tente se machucar, converse calmamente com a pessoa, sem julgamentos ou ameaças, e ligue imediatamente para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e fique com a pessoa até a ajuda chegar.

Veja Também:

Fontes:

Tradutora e redatora: Daniela Souza
Revisora: Paula Ávila
Designer: Raphael Alpoim
Diretor Geral: Geraldo Majella

  • Gostou? Compartilhe: