Como manter o corpo saudável? SalutemPlus

Como manter o corpo saudável?

Data de publicação: 10/04/2018 16:17:00
Categoria: Dicas de Saúde

Quando as pessoas jovens perdem o equilíbrio, podem contar com os músculos para agir rapidamente e evitar quedas. Ao envelhecer, o corpo perde um pouco de equilíbrio e, com os problemas de visão e o enfraquecimento dos músculos e dos ossos, é normal que aconteçam mais quedas e que os prejuízos para o corpo sejam maiores.

Por isso, é importante manter-se em dia com a saúde do corpo, praticando exercícios para evitar fraturas e outros ferimentos. Além disso, manter o corpo forte pode contribuir para a independência na terceira idade, já que isso permite a realização de atividades de lazer e de rotina.

Como se manter em forma?
Participar de programas de ginástica elaborados por educadores físicos e fisioterapeutas pode contribuir para o bem estar. Principalmente porque praticar exercícios físicos regularmente ajuda a controlar a pressão arterial, o peso e os níveis de colesterol, além de reduzir o risco de doenças cardíacas.

Outro resultado das atividades físicas é o fortalecimento de músculos, tendões e ossos, o que auxilia no combate à osteoporose e reduz o risco de quedas e outros acidentes. Porém, quem não está acostumado a se exercitar regularmente deve consultar um médico antes de iniciar qualquer atividade física e adotar exercícios leves.

A resistência, a força, o equilíbrio e a flexibilidade retornam gradativamente, conforme o corpo responde aos exercícios. Caminhar por cinco ou dez minutos por vez, vários dias por semana, é uma boa forma de começar. Ao conseguir caminhar por trinta minutos a cada dia, o corpo está mais propenso a realizar atividades um pouco mais desafiadoras.

Exercícios aeróbicos
Qualquer atividade que aumente os batimentos cardíacos pode melhorar o condicionamento aeróbico. Depois de cerca de seis semanas de exercícios, já é possível sentir mais conforto ao fazer exercícios ou desempenhar tarefas diárias.

As melhores atividades aeróbicas para idosos são as de baixo impacto, como caminhar, andar de bicicleta, nadar ou hidroginástica. Outras opções são o tai chi e a dança de salão. Para quem tem 65 anos ou mais, são recomendadas duas horas e meia de exercícios de intensidade moderada, ou uma hora e quinze minutos de exercícios intensos, semanalmente.

Exercícios de musculação
Atividades de fortalecimento muscular envolvendo a maior parte dos grupos de músculos, podem ser feitas 2 ou mais vezes por semana.
Até mesmo pequenas melhorias nas condições de força dos músculos podem ter um grande impacto na vida cotidiana. Carregar as compras, subir escadas e até mesmo levantar-se de uma cadeira são atividades que dependem da força muscular.

É ideal buscar orientação de um profissional da educação física, mesmo para fazer sequências simples de levantamento de pesos pequenos. Esse tipo de atividade ajuda a fortalecer os braços, as pernas e o peito. Também é possível usar o peso do próprio corpo para fazer atividades como agachamentos.

Força
Até mesmo pequenas melhorias nas condições de força dos músculos podem ter um grande impacto na vida cotidiana. Carregar as compras, subir escadas e até mesmo levantar-se de uma cadeira são atividades que dependem da força muscular.

É ideal buscar orientação de um profissional da educação física, mesmo para fazer sequências simples de levantamento de pesos pequenos. Esse tipo de atividade ajuda a fortalecer os braços, as pernas e o peito. Também é possível usar o peso do próprio corpo para fazer atividades como agachamentos.

Equilíbrio
Ter equilíbrio pode ajudar em diversas situações, desde levantar-se de uma cadeira até sentar em um ônibus ou metrô em movimento. Essas habilidades são ainda mais importantes para idosos, para quem até mesmo a menor queda pode levar a sérias complicações. Práticas como yoga e pilates podem ajudar tanto com o equilíbrio quanto com a flexibilidade do corpo.

Flexibilidade
Quando há dificuldade em alcançar objetos em prateleiras mais altas ou até mesmo em se vestir, e os músculos parecem rígidos, é a hora de incluir alongamentos na rotina diária. Alongar-se é algo que facilita a mobilidade durante o envelhecimento.

É melhor fazer práticas de aquecimento de três a cinco minutos antes de se alongar, caminhando ou simplesmente marchando no lugar. Fazer movimentos suaves e conhecer os próprios limites é importante nas práticas de alongamento, para evitar lesões.

Invista tempo na saúde do corpo
Se exercitar diariamente pode ajudar a prolongar a vida e a melhorar a qualidade dela. Uma boa condição física pode ser alcançada com apenas 30 minutos por dia, com a prática de atividades aeróbicas, treinamentos de força, exercícios de equilíbrio e alongamento.

Ter paciência é importante, para que seja possível começar devagar e construir resistência, força, equilíbrio e flexibilidade gradualmente. Além disso, é bom lembrar-se de buscar orientação médica e de profissionais da educação física e fisioterapia ao longo do caminho.

Fonte:

Tradutora e redatora: Daniela Souza
Revisora: Paula Ávila
Designer: Raphael Alpoim
Diretor Geral: Geraldo Majella

  • Gostou? Compartilhe: